sábado, 4 de abril de 2009

DIÁRIOS de VIAGEM


O registo gráfico de viagens não surgiu no século XVIII. No entanto, foi neste período que assistimos à sua difusão entre os diversos viajantes, principalmente ingleses abastados que, munidos de cadernos, desenharam apaixonadamente as visões exóticas e pitorescas da Europa. Neste âmbito, o sketchbook ou cahier de voyage assumiu o papel de notário da memória, de complemento à redacção ou de testemunho gráfico autosuficiente. A prática escolar do desenho, ainda que académico, facultava ao viajantes do Grand Tour a autonomia necessária para complementar as impressões redigidas com as esboçadas, enlaçando o conjunto num género particular que perdura até aos nossos dias.
Neste blogue facultamos nas "Ligações Úteis"o acesso a um dos sítios mais interessantes sobre diários gráficos . Eduardo Salavisa, o seu responsável, surge agora com um livro editado pela Quimera Editores intitulado "Diários de Viagem". É um belo livro, bem estruturado e ilustrado, que propomos a todos os que partilham o gosto pelas viagens (a qualquer território, nem que seja ao fundo da rua) e pelo desenho.

1 comentário:

carolina disse...

Deixei comentário no artigo "sujeitos a exame".

:)

Ligação rápida: Artes - Desenho - Geometria Descritiva