quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

O que é o desenho? O que o define? O sentido? As técnicas e os procedimentos? Os meios e os suportes? A ausência do cromatismo? A sua função?
Caracterizamos como desenhos as garatujas de uma criança, as plantas e os alçados de um arquitecto, os estudos de um designer, os esboços de um artista plástico e muitos outros registos gráficos, produzidos nos mais variados contextos. O que têm todos eles em comum?

2 comentários:

andré oliveira disse...

a coisa em comum é todos eles comunicarem qualquer coisa.
O desenho é a forma universal de comunicar e conhecer. Actua na aquisição e na produção de conhecimento; é uma forma de expressão, uma atitude perante o mundo. É tambem um ferramenta estruturadora de muitas áreas profissionais, que se baseiam nele, ou que partem do seu exercício. É essencial á criação, concepção, projectação e comunicação.
Existem diversos graus de elaboração do desenho, que vão desde um esboço, até desenhos com grande rigor de detalhes. Tendo em conta sempre que a diversidade de materiais define a técnica.

Anónimo disse...

O desenho pode ter mais que um significado, pelo que serve de meio para um esboço, como através dele podemo realizar trabalhos com rigor e objectividade, ou seja, o desenho é basicamente um auxiliar indispensável, apesar de muitas vezes ele não surgir bem definido.
Mas, com um desenho, por mais simples que seja, é sempre um bom começo, pois ele ajuda qualquer pessoa a realizar um bom trabalho. daniel leitao

Ligação rápida: Artes - Desenho - Geometria Descritiva